Pages

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Segundo Dia - O Desafio


Ao chegar à Faculdade, no segundo dia do evento, alunos e visitantes vieram bastante motivados com o verdadeiro Banho de Comunicação do dia anterior, deparam-se com a distribuição de kits com diferentes cores, que misturariam os acadêmicos dos diferentes cursos em equipes que realizariam funções diferentes no ramo da comunicação.
De repente os alunos viram-se envolvidos numa espécie de "O Aprendiz Universitário", a euforia tomou conta de todos, parecia uma disputa por um milhão de reais, pressão total.
Na foto, a professora Jacinta parecia o Roberto Justus de peruca.
Todos estão de parabéns pelo sucesso do evento.
E o melhor é que ninguém teve que ouvir a desagradável frase: "Você estar demitido!!!"

Nota

O Banho de Comunicação realizado no Salão de Atos da Faculdade SEAMA nos dias28 e 29 de maio, objetiva integrar os três cursos de Comunicação Social da Instituição: Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Jornalismo, promovendo a troca de experiências com o intuito de mostrar aos acadêmicos o diferencial de cada curso.Os acadêmicos foram desafiados a realizar atividades diversas no tempo de 90min, e apresentá-las no Salão de Atos.

Primeiro dia do Banho - Um banho de Consciência


O Banho de Comunicação da Faculdade Seama aconteceu nos dias 28 e 29 de maio com participação direta dos alunos da turma da 5PPN, sob orientação do professor Diego.

Com a presença em massa dos alunos de todos os Cursos de Comunicação Social da Instituição.

O interessante do evento foi a expectativa criada em torno do mesmo. A abertura (28), com os apresentadores, Roberta e Losito, num jeito bem descolado entraram cada um de um lado, foi show.

O evento nos deu um banho de consciência social,

No intervalo da programação tivemos um sorteio bem sugestivo do tipo “vamos da um mergulho”

Após a palestra do Sargento Dionéia, os apresentadores encerraram mais antes deram uma prévia do dia seguinte deixando os participantes com água na boca.

Escola Agrícola Pe. João Piamarta


Abrindo o circuito de atividades do Banho de Comunicação 2009, houve a apresentação do projeto social Escola Agrícola Pe. João Piamarta, através do palestrante Pe. Eusébio, um dos responsáveis pela administração da escola.

A instituição trabalha com crianças em situação de risco de Macapá e Santana, ministrando aulas de 1ª à 8ª Séries, apicultura e técnicas agrícolas, atividades como esporte, música e, recentemente, produção de vídeos idealizados pelas próprias crianças.

A principal missão do projeto é resgatar a dignidade e a esperança dos alunos através da educação e espiritualidade. A escola fornece três refeições diárias, alem de receber alunos em regime de internato.

Segundo Pe. Eusébio, a valorização das crianças e seus sonhos refletem na restauração dos princípios familiares e religiosos.

O projeto precisa de voluntários e doações.

Faça uma visita:

Rua Duque de Caxias, Km 6, s/n, Ramal do Coração, Santana-AP

Projeto BOMBEIRO CIDADÃO



Imagina, um colégio militar, horários inflequicíveis, condutas altamente rígidas – Chato!!! – engano seu, coloque agora esporte, treinamentos: primeiros socorros, prevenção de incêndios.


Tudo isso e muito mais podemos encontrar no projeto do Corpo de Bombeiros do Amapá.


“Parece um sonho!!!”- errado de novo, pois segundo a Sargento Dionéia ainda falta muito para que esse projeto funcione a todo o vapor:


1. Falta de infraestrutura;

2. Carência em patrocínio;

3. Falta de profissionais com treinamento adequado para trabalhar com adolescentes;


“Poxa isso atrapalha bastante” – finalmente você acertou, porém essas dificuldades não impedem que esse belo projeto seja desenvolvido, com o intuito de formar cidadãos preparados para a verdadeira batalha que a vida trás, e quem ganha com tudo isso somos nós – A sociedade Amapaense.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Aprendendo com o mercado para se chegar ao mercado

Alunos do curso de Hotelaria do CEPA (Centro de Educação Profissional do Amapá) receberam no sábado passado (23/05) Antônio da Penha, cozinheiro chefe do SESC Araxá, que veio ensinar a preparar tira gostos. A aula de alimentos e bebidas é ministrada por Antônio Kober, que contou também com a participação da Diretora Adjunta Elinelda Picanço, da Coordenadora Pedagógica Maria Angélica, do professor Davi Lopes e dos alunos de jornalismo do terceiro e sexto semestre da Faculdade Seama.
Antônio da Penha compartilhou técnicas essenciais e deu algumas dicas, dando uma grande contribuição para carreira profissional dos alunos. Gostou tanto que ainda prometeu da, mas uma aula! O objetivo dessa aula e do curso é formar técnicos para bares, hotéis e restaurantes. Para poder suprir a carência de técnicos no estado. Percebe – se a ótima relação que a sociedade tem com o CEPA, é uma pena que o governo não tenha tanto assim. Não é a toa que a “Secretária de Educação diminuiu os custos”, afirma Maria Angélica.
Por: Ivan Gonçalves - 3JRT

domingo, 24 de maio de 2009

PRATICANDO


O Centro de Educação Profissional do Amapá (CEPA), disponibilizou neste sábado dia 23 de maio uma aula prática do curso de hotelaria na disciplina de Comidas e Bebidas, coordenada pelo Professor Antônio Kober e ministrada pelo Cozinheiro do Sesc Amapá Antônio da Penha.

Participaram da aula, os alunos do 3º módulo do curso de hotelaria das turmas da manhã e noite, a vice-diretora do CEPA Elineuda Picanço, a Coordenadora Maria Angélica, acadêmicos do curso de Jornalismo da Faculdade Seama, que fizeram a cobertura da aula, a nutricionista Mari Medeiros e o professor de Ética Profissional David Lopes.

Foram preparados tira-gostos de carne, frango, peixe e camarão, além de acompanhamentos, recheados de dicas de cortes, produtos, preparo e "segredos" do profissional.

O objetivo do curso é formar técnicos em hotelaria, especificamente neste curso, os alunos devem ser maiores de 18 anos porque lidam com bebidas alcoólicas.

Não só os alunos do CEPA praticaram os conhecimentos adquiridos em sala de aula, os acadêmicos de jornalismo da SEAMA também tiveram essa oportunidade, ao desenvolver matérias e reportagens sobre o evento.

Gisele Mesquita
3JRN

FESTIVAL DO MINUTO EM MACAPÁ


O Festival do Minuto é um festival de vídeos nacional criado em 1991 pelo cineasta brasileiro Marcelo Masagão, é patrocinado pela Nokia e conta com o apoio do Governo Federal e do Ministério da Cultura.

Para participar basta entrar no site http://www.festivaldominuto.com.br/, se cadastrar e mandar um vídeo de 1 minuto, onde não haja imagem ou música pirata. São premiadas as categorias Nanominuto, Melhor Minuto,Catraca, Tema Livre e Animação, e os diretores podem ganhar ,até o final do concurso, R$20.000 reais, 3 celulares Nokia e troféus.

Macapá foi escolhida para participar de uma categoria específica, chamada Diretor de Macapá, onde todo mês, até julho, o melhor vídeo da cidade ganha R$500 reais. Como ainda não tem banda larga no estado, os vídeos podem ser mandados pelo correio no formato CD/DVD junto com a ficha de inscrição.

No site está disponível o regulamento, a ficha de inscrição, o endereço para onde os vídeos devem ser enviados e mais detalhes sobre o Festival do Minuto.

Gisele Mesquita
Curadora Jr. do Festival do Minuto em Macapá
gisele@festivaldominuto.com.br

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Inscrições abertas para Oficina de Documentarios de Curta Duração

Por: Alieneu Pinheiro/I9.com 

A coordenação dos Cursos de Comunicação da Faculdade Seama, promoverá entre os dias 11 e 14 de junho, uma oficina de vídeo para acadêmicos e profissionais que queiram se qualificar na área.

“Praticando o documentário de curta duração”, será ministrada pela jornalista Bruna Callegari e o cineasta Rafael Busosi. As inscrições podem ser feitas na Central de Atendimento ao Aluno até o dia 29 de maio e será oferecido um total de 20 vagas.

Segundo a Coordenadora dos Cursos de Comunicação da Seama, Roberta Scheibe, as oficinas ocorrerão no feriado de Corpus Christi para que os interessados tenham a oportunidade de participar. “Aproveitaremos os três dias para falar de audiovisual, captação, introdução e edição de vídeo, finalização/DVD, entre outros assuntos. A oficina termina no domingo (14)”, informa.

INSCRIÇÕES

Serão oferecidos 20 vagas e o participante fará o investimento de R$ 150,00. O valor a ser parcelado em 3x no cartão de crédito ou no cheque pré-datado.

SOBRE OFICINEIROS

Bruna Callegari

É jornalista e trabalha com vídeos desde 2005. Atuou como assistente de edição e editora em diversas produtoras de São Paulo, entre elas a Tatu Filmes, onde também coordenou a finalização de filmes longa-metragem para cinema. Atualmente trabalha na Tatu Filmes e possui o seu próprio estúdio de criação audiovisual, o Espaço Líquido.

 

Rafael Buosi

É cineasta formado pela FAAP. Como fotógrafo, trabalhou em diversos curtas premiados no circuito de festivais brasileiros. Seu principal trabalho foi o filme “Ímpar Par”, com o qual ganhou Melhor Fotografia no Kodak Film School. Já trabalhou como produtor, assistente de direção e diretor para produtoras e canais de televisão como MTV e Canal Brasil. Atualmente possui o seu próprio estúdio de criação audiovisual, o Espaço Líquido.

Confira a programação da oficina

11/06 – 9h às 18h (Orientação Audiovisual)

- Apresentação do curso

- Breve historia do vídeo, desde aos anos 80 ao yutube

- A narrativa audiovisual: como ser constrói?

- Exemplos de vídeos: analises de tema, propostas formais, técnicas de montagem

- Divisão da sala em equipe de produção: levantamento dos temas para os vídeos a serem - produzidos. Como escrever um projeto para o filme?

- Lição de casa: trazer escrito um breve projeto para o vídeo que será realizado

 

 

 12/06 – 9h às 15h (Pré-produção, Gravação e Introdução a Edição)

- Leitura dos projetos

- Planejamento/pré-produção da filmagem

- Princípios para captação

- Exemplos/relatórios

- Exercício de corte seco na câmera

 

16h às 18h

- Conversa e planejamento da edição, log do material captado

 

13/06 -  9h às 18h

(Captação e Introdução à Edição)

 

- Apresentação do software de edição (Premiere/FinalCut)

- Timeline, corte seco, fusão

- Formatos/frames por segundo: exercício de stop motion

- Exercício de edicção

- Como inserir texto no vídeo

 

(Edição do Filme)

- Log do material captado

- Edição

- Trilha sonora e legenda

 

14/06 - 9h às 14h (Finalização/DVD)

- Finalização do filme (legenda, trilhas, etc)

- Export para a internet

- Formatação em DVD



Postado por Mila Ramos http://porumnovojornalismo.blogspot.com

quarta-feira, 20 de maio de 2009

FIQUEM LIGADOS !


Por: Clay Sam /5JRN

Os alunos do 5º. Semestre de Jornalismo estão cuidando de todos os detalhes para a realização do I SEMINÁRIO DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA.
A data foi confirmada ontem, em reunião com os lideres dos grupos de operacionalização, apoio, cerimonial e divulgação.
O evento será no dia 19 de junho, às 19 hora, no salão de atos da Faculdade Seama.
Discutir as práticas de comunicação integrada no Estado do Amapá será o foco principal do evento, que terá duração de aproximadamente três horas.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Luz, Câmera e Seama.

Atenção alunos de comunicação e demais cursos, estreia nessa quarta-feira (20/05) o Cinema Seama. E o primeiro filme a ser exibido é o Meu Nome não é Johnny. A entrada será franca e os filmes serão para todos os gostos. Logo após a exibição, será aberto um espaço para discussão sobre o filme. A participação nessa atividade constará como horas complementares. A partir dessa data o Cinema Seama ocorrerá toda quarta - feira, sendo que nesse semestre os filmes serão destinado a produção nacional.Venham todos, fiquem a vontade e divirtam-se.

Ivan Gonçalves - 3JRT

Oficina de Vídeo na Seama

Assista ao vídeo!

Inscrições abertas na Central de Atendimento ao Aluno.

Investimento: R$ 150,00 (parcelados em 3x).

Vagas limitadas!!!!!!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

SE LIGA AÍ GALERA DA COMUNICAÇÃO


Por: Clay Sam

Acontece no próximo 19 de Junho, no salão de atos da Faculdade Seama, o I seminário de Comunicação Integrada, que busca reunir profissionais das áreas de Relações Públicas, Publicidade e Propaganda e Jornalismo, para uma ampla discussão sobre Mercado de Trabalho e as atividades profissionais.
O evento é aberto aos acadêmicos, profissionais das áreas, empresários e convidados de outras Instituições de Ensino Superior que ministram cursos na área de PP e RP.
A partir de hoje você vai acompanhar aqui no blog, todas as etapas para a realização deste Seminário, bem como o nome dos palestrantes, horário, inscrições, carga horária, dentre outras...
FIQUE LIGADO

quinta-feira, 14 de maio de 2009

A REGIÃO SUL NO MEIO DO MUNDO

Por: Clay Sam

Começa hoje, as 18 h, no Sambódromo de Macapá, a VI Mostra Cultural da Faculdade Seama. Este ano o evento tem como tema a Região Sul do País, que é composta pelos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Vários stands servirão para a exposição de produtos e outras culturas sulistas, o visitante ainda poderá degustar das comidas e bebidas tradicionais em vários restaurantes instalados no local.

A Mostra vai ainda presentear os amapaenses com um animado show musical do Gaúcho da Fronteira, um dos mais renomados artistas do sul. A entrada é franca e aberta ao público em geral.

domingo, 10 de maio de 2009

O futuro da mídia: blogs ou impresso?

Olá Pessoas da Comunicação!

 

Acompanharemos, à partir deste post, a troca de emails entre Steven Johnson, autor de “The Invention of the Air” (A Invenção do Ar)  e “Cultura da Interface”, coordenador do site “Outside.in” e cofundador da “Feed Magazine”. E  Paul Starr – professor de Sociologia na Universidade Princeton (EUA), ganhador do Prêmio Pulitzer de não-ficção em 1984 por “The Social Transformatin of American Medicine” (A Transformação Social da Medicina Americana), e fundador e co-editor da revista “American Prospect”, de onde saiu o debate que postaremos aqui.


Ambos debatem, a mídia (impressa e web) como espaço de fomentação da cidadania e seu futuro.

 

6 de abril de 2009

Prezado Paul,

Comecemos pelos pontos sobre os quais provavelmente vamos concordar. Em primeiro lugar, os jornais historicamente forneceram e fornecem bens cívicos e públicos essenciais para uma cultura democrática saudável.
Em segundo, os jornais se encontram em situação financeira difícil, em razão de transformações de longo prazo operadas em grande medida pela internet, também em razão da crise econômica –que esperamos ser de curto prazo– e, no caso de alguns jornais, por decisões financeiras insensatas de seus proprietários.

Sejam quais forem as causas subjacentes, porém, acho que você e eu concordamos que, dentro de cinco ou dez anos, o setor dos jornais –e, portanto, seu produto editorial– terá aparência fundamentalmente diferente da atual.

A dúvida é se vai ou não emergir um novo modelo que forneça os bens públicos antes garantidos pelos jornais por meio de seus monopólios locais que geravam alta margem de lucro (pelo menos nos EUA).

Acho que existem boas razões para pensar que o sistema de notícias que está se desenvolvendo on-line será melhor que o modelo dos jornais com o qual convivemos nos últimos cem anos.

Uma maneira de enxergar essa transformação é pensar na mídia como um ecossistema.

Na maneira como ela circula a informação, a mídia de hoje é, de fato, muito mais próxima de um ecossistema do que era o velho modelo industrial e centralizado da mídia de massas.

O novo mundo é mais diversificado e interligado –é um sistema no qual as informações fluem com mais liberdade. Essa complexidade o torna interessante, mas dificulta as previsões de como será sua aparência dentro de cinco ou dez anos.

Em lugar de começar pelo futuro, proponho que olhemos para o passado. Quando os ecologistas pesquisam os ecossistemas naturais, procuram as florestas mais antigas, onde a natureza teve mais tempo para evoluir. Para estudar as florestas tropicais, eles não analisam um campo desmatado dois anos antes.

Por analogia, devemos examinar as partes do noticiário on-line que passaram por uma evolução mais longa.

Uma dessas áreas é a reportagem sobre a própria tecnologia. Esta vem crescendo e se diversificando há décadas, fazendo dela uma floresta antiga de notícias on-line.

Por qualquer medida, esse campo hoje é imensamente mais informativo do que era quando comecei a acompanhar questões ligadas à tecnologia, no final dos anos 1980, ainda estudante universitário.

A web não possui uma aptidão intrínseca para cobrir a tecnologia –ela apenas tende a cobrir a tecnologia em primeiro lugar porque as primeiras pessoas que usaram a web eram mais interessadas nessa área.

Mas isso mudou e está continuando a mudar. A transformação do deserto do noticiário de tecnologia dos anos 1980 na rica diversidade da cobertura feita hoje está acontecendo em todas as áreas do noticiário.

Ela está aqui, mas, como no ditado de William Gibson em relação ao futuro, ainda não está distribuída de maneira igual.

Tomemos a política como outro exemplo. A primeira eleição presidencial que eu acompanhei de maneira obsessiva foi em 1992. Todo os dias o “New York Times” publicava um punhado de matérias sobre escalas nas campanhas, debates ou pesquisas de opinião.

Todas as noites eu assistia a programas da televisão a cabo como “Crossfire” para ouvir o que os palpiteiros tinham a dizer sobre os acontecimentos do dia. Eu lia “Newsweek”, “Time” e “The New Republic” e vasculhava a “New Yorker” em busca de seus ocasionais artigos políticos. Quando os debates presidenciais eram transmitidos, eu assistia religiosamente, ficando acordado até tarde para ouvir os comentários dos especialistas reunidos.

É verdade que tudo isso estava longe de constituir um deserto de noticiário. Mas compare-se o que havia então com as informações disponíveis na eleição de 2008.

Tudo que existia em 1992 ainda estava presente, mas fazia parte de uma nova e vasta floresta de notícias, dados, opiniões, sátira –e, o que possivelmente seja mais importante, experiências diretas.

Sites como Talking Points Memo e Politico faziam reportagem direta. Blogs como o Daily Kos traziam relatos aprofundados sobre corridas individuais, algo que o “New York Times” jamais teria tinta suficiente para cobrir.

Blogueiros como Andrew Sullivan reagiam a cada nova virada no ciclo noticiário, e novos analistas como Nate Silver, no Fivethirtyeight.com, faziam análises de pesquisas que superavam de longe qualquer coisa oferecida pela CNN.

Quando a economia implodiu, procurei os blogueiros econômicos, como Brad de Long, e assisti aos debates com mil amigos virtuais tweetando a meu lado no sofá. Tudo isso era remixado por meio das sátiras de Jon Stewart e Stephen Colbert, visto em clipes virais na internet tanto quanto na televisão.

Podemos ver a mesma paisagem em mutação no Reino Unido, onde o blogueiro Guido Fawkes, que não é repórter de jornal, vazou os e-mails que levaram à renúncia do assessor de imprensa de Gordon Brown.

E há mais: o ecossistema de noticiário político incluía informações dos próprios candidatos. Pense no discurso de Barack Obama sobre a questão racial, possivelmente um dos acontecimentos-chave da campanha. Oito milhões de pessoas o acompanharam no YouTube.

Teriam as redes de TV transmitido esse discurso na íntegra em 1992? Com certeza não. Ele teria sido reduzido a um minuto no noticiário noturno. A CNN talvez o tivesse transmitido ao vivo, para 500 mil pessoas. A Fox News e a MSNBC nem sequer existiam.

Para mim, não há dúvida alguma que o ecossistema do noticiário político em 2008 foi muito, muito superior ao de 1992. Alguns podem apresentar o argumento da “câmara de ecos”, dizendo que as fontes que cito têm viés político.

Mas mesmo isso soa suspeito. Afinal, em 1992 eu lia apenas o “New York Times” e o “Nation”. Já em 2008, passei horas lendo a conservadora “National Review” on-line. Ainda era uma “pesquisa junto à oposição”, mas o fato é que essas visões de direita estavam a apenas um clique de distância.

Algumas pessoas argumentam que essa nova diversidade é parasítica: os blogueiros são interessantes, é claro, mas, se as organizações noticiosas tradicionais perdessem peso, os blogueiros não teriam mais sobre o que escrever.

Isso talvez fosse verdade no início desta década, mas não é mais. Imagine quantos barris de tinta foram comprados para imprimir comentários em jornais sobre a gafe de Obama em relação a “pessoas que se apegam a suas armas e à religião”.

Mas essa frase não foi reportada originalmente pelo “New York Times” ou o “Wall Street Journal”, e sim pelo Huffington Post. É possível, é claro, que grandes jornais nacionais, como o “Times”, possam acabar florescendo nesse novo ambiente. Mas a sala de briefing da Casa Branca vai ficar mais e mais cheia. Não é que os jornais irão desaparecer –é apenas que deixarão de ser a espécie dominante.

A cobertura política da campanha de 2008 foi fértil pelas mesmas razões por que a cobertura das notícias na web é fértil: porque a web já é uma mídia de crescimento antigo.

As primeiras ondas de blogs eram focadas na tecnologia; mais tarde, se voltaram à política. A cobertura política em estilo “web 2.0″ já teve uma década para amadurecer e chegar a seu estado atual.

Agora a mesma coisa está acontecendo com a cobertura de esportes, economia, cinema, livros, restaurantes e notícias locais –todas os temas padrões do velho formato dos jornais estão proliferando on-line. Há mais perspectivas e mais profundidade.

E isso é apenas o crescimento mais recente. As notícias on-line estão apenas começando a amadurecer.

Cordialmente,

Steven

Tradução: Clara Allain, da Folha de S. Paulo.


Resposta do email em breve no Blog CS.


Postado por: Mila Ramos http://porumnovojornalismo.wordpress.com

 

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Inscrições INTERCOM NORTE 2009



Foram prorrogadas até dia 13 de Maio as inscrições para o VIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Norte
(Intercom Norte 2009), que este ano será realizado em Porto Velho-RO, com a temática “Comunicação, Educação e Cultura na Era Digital”.

O congresso acontecerá entre os dias 18 e 20 de maio, e visa 
disseminar as produções em Comunicação, no campo do ensino e da pesquisa, desenvolvidas nas Escolas de Comunicação da Amazônia, além de abrir espaço para profissionais contribuíram para o processo de formação dos futuros comunicólogos da Região Norte.

Notícias anteriores sobre a  Intercom Norte Click aqui!




ATENÇÃO!!!!

Hoje é o último dia para a entrega dos trabalhos do Comunicação No Social de Abril!




A coordenação receberá as propostas de outdoor (para Publicidade e Propaganda), fotojornalística (para os alunos de Jornalismo) e vídeo institucional de 01 minuto (para os alunos de Relações Públicas), até as 21hs de hoje, dia 06 de Maio.



Para mais informações

sobre o Briefing Abril

click aqui!


Postado por: Mila Ramos http://porumnovojornalismo.wordpress.com

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Projetos Aprovados para Mostra Cultural 2009

 Olá, Pessoas da Comunicação!

 

A Mostra Cultural 2009 está chegando, e a galera da Comunicação Social também irá participar dessa festa!

 

Foi divulgada hoje, pela comissão organizadora da Mostra, no site da faculdade SEAMA, a lista dos projetos aprovados para a programação do evento que acontecerá no Sambódromo nos dias 14 e 15 de Maio.

 

Então, aí vai a lista dos projetos que a Galera da Comunicação desenvolverá:

 

Linguagem de Apresentação: Artes visuais, plásticas e artesanato.

Projeto: Personalidades do Rio Grande Do Sul: A trajetória de Ilustres Gaúchos

Curso: Relações Públicas

Turma: 7RPN-1

Coordenador da Equipe: Lucicleia Pereira

Profº Orientador: Raquel Schorn de Oliveira

 

Linguagem de Apresentação: Comunicação e Cultura: Cinema e Filmes

Projeto: Rádio SEAMA

Curso: Jornalismo e Publicidade e Propaganda

Turma: 7JRN e 3PPN

Coordenador da Equipe: Márcia Aquino

Profº Orientador: Roberta Scheibe

 

Linguagem de Apresentação: Comunicação e Cultura: Cinema e Filmes

Projeto: Cobertura do Blog SEAMA

Curso: Jornalismo e Publicidade e Propaganda

Turma: 1JRN, 1PPN, 3JRT, 3JRN e 3PPN

Coordenador da Equipe: Camila Ramos de Oliveira

Profº Orientador: Roberta Scheibe e Kelly Tork

 

Linguagem de Apresentação: Literatura

Projeto: Personalidades da Comunicação

Curso: Jornalismo

Turma: 3JRN

Coodenador da Equipe: Gisele Mesquita Santos

Profº Orientador: Kelly Tork

 

Linguagem de Apresentação: Artes visuais, plásticas e artezanato

Projeto: Um momento, uma foto

Curso: Publicidade e Propaganda

Turma: 7PPN

Coodenador da Equipe: Ivair Damasceno

Profº Orientador: Julio Losito

 

Linguagem de Apresentação:Artes, música, dança

Projeto: Rock Gaúcho

Curso: Jornalismo

Turma: 1JRN

Coodenador da Equipe: Camila Ramos de Oliveira

Profº Orientador: Luciano Araújo

 

Baixe a lista completa AQUI


 

Boa Sorte à todos!

 

Veremos vocês na Mostra Cultural SEAMA 2009 – Região SUL!!!!!!

 

Postado Por: Mila Ramos http://porumnovojornalismo.wordpress.com

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Novidades no Comunicação Social SEAMA

Olá, Pessoas da Comunicação!

À partir de agora, o nosso Blog tem uma filial! Isso mesmo!

Deixe-me explicar:

Todos os regulamentos, comunicados, e informativos da Faculdade Seama para a galera da comunicação serão postados no Blog http://comunicacaoseamaregulamentos.blogspot.com

O novo blog é uma extensão deste, estando assim na mesma administração.

Acalme-se, você não precisará gravar o novo endereço, pois vamos linka-lo aqui no blog principal.

E, aproveitando a oportunidade, não deixe de participar do blog Comunicação Social SEAMA!! Envie seu comentário, matéria, artigo, imagem ou sujestão de pauta. Ficaremos felizes em compartilhar suas idéias com a blogosfera e todas as ilustres Pessoas da Comunicação!

postado por: Mila Ramos http://porumnovojornalismo.wordpress.com

Entrevista com Fernando Fernandes



Olá, Pessoas da Comunicação!


Continuando as entrevistas com os acadêmicos vencedores do Comunicação no Social de Março, hoje conversaremos com o Fernando Fernandes, da 5PPN, ganhador na categoria Peça Gráfica. Seu trabalho será exibido em outdoors na cidade.


Blog Comunicação Seama – Parabéns, Fernando, pelo lindo outdoor.


Fernando Fernandes – Obrigado.


Blog CS – O que você quer dizer com “A vida nem sempre é tão simples assim”?


F.F. – Que nem sempre sabemos quem é o mocinho e quem é o bandido, o óbvio não é algo do cotidiano. Se não fosse não haveriam os estupros, assassinatos, essas coisas...


Blog CS – E foi fácil pra você idealizar essa Peça Gráfica?


F.F. – Sim, muito. Com o now hall que tenho descomplico as coisas. Mas nem sempre foi assim!


Blog CS – Com certeza, é preciso muita prática para chegar à esse nível.


F.F. – Como sou criação de uma das maiores agencias do estado isso me dá experiência. Sem falar que esse é o meu terceiro outdoor premiado em seguida.


Blog CS – É mesmo. Os outros dois foram sobre a exploração sexual infantil e sobre o lixo na cidade de Macapá.


F.F. – E vou ganhar o próximo com certeza! Vou batalhar para isso.


Blog CS – As pessoas interessadas no seu trabalho podem te encontrar na blogosfera?


F.F. – Bom, o meu blog voltará ao ar em breve, e quando voltar vai bombar, porque tem muita gente esperando e cobrando.


Contato de Fernando: anjonandes@bol.com.br


Postado por: Mila Ramos http://porumnovojornalismo.wordpress.com